Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Campus Uberaba > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Histórico do IFTM Campus Uberaba.

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Uberaba – MG (CEFET Uberaba), atualmente IFTM Campus Uberaba é uma instituição vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e supervisionada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC).

Fundado em 1953, começou a funcionar como Centro de Treinamento em Economia Doméstica Rural, com autorização da então Superintendência do Ensino Agrícola e Veterinário (SEAV-MA). Em 1954, este curso passou a denominar-se Curso de Extensão em Economia Doméstica Rural. Neste ano, por meio da Exposição de Motivos n. 93, de 02 de fevereiro de 1954, com base na Lei Orgânica do Ensino Agrícola foi criado o curso de Magistério de Economia Doméstica. Posteriormente, com o Decreto n. 52.666, de 10/10/63, a Escola passou a oferecer o curso ginasial agrícola e o curso de Magistério é transformado em curso colegial de Economia Doméstica de conformidade com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n. 4.024, de 20/12/1961.

Por força do Decreto n. 83.935, de 04 de setembro de 1979, a instituição deixou de ser Colégio de Economia Doméstica “Dr. Licurgo Leite”, passando a Escola Agrotécnica Federal de Uberaba – MG, com habilitação em Economia Doméstica. Com a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases do Ensino de 1º e de 2º Graus n. 5.692, de 11/08/1971, novas mudanças ocorrem e o curso colegial de Economia Doméstica é transformado em curso técnico, a partir de 1982. Neste ano, ocorre também a implantação do curso técnico em Agropecuária, viabilizada por meio da doação, pelo Município de Uberaba, de uma área de 472 ha, destinada à instalação e funcionamento da escola-fazenda.

Foi transformada em Autarquia Federal por meio da Lei n. 8.731, de 16/11/1993 e, em 1994, a Escola cria o seu primeiro curso pós-médio, o de técnico em Nutrição e Dietética, destinado a estudantes que concluíram o ensino médio, pela Portaria n. 766, de 13 de outubro de 1993.

Em 1997, após a implantação da nova Lei de Diretrizes e Bases (Lei n. 9.394/96) implantou-se o curso técnico especial em Processamento de Dados. O curso foi autorizado pela Portaria SEMTEC/MEC n. 139, de 07 de novembro de 1997, na modalidade pós-médio. Posteriormente, este curso passou a denominar-se técnico em Informática.

Em 1998 é criado e implantado o curso técnico em Desenvolvimento de Comunidades, de nível médio, aprovado nos termos do art. 2º da Lei n. 9.131 de 24 de novembro de 1.995, pelo Ministro de Estado da Educação e do Desporto que homologa o Parecer n. 05/98, da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, publicado no DOU de 09 de abril de 1998. Neste mesmo ano foram criadas as habilitações do curso Técnico Agrícola em Agroindústria, Agricultura e Zootecnia, na área de Agropecuária.

A partir de 2002, com a transformação da Instituição em Centro Federal de Educação Tecnológica, pelo Decreto Presidencial s/n, de 16/08/2002, ocorre a implantação dos primeiros cursos superiores na modalidade de tecnologia, no ano de 2003: Desenvolvimento Social, Irrigação e Drenagem e Meio Ambiente. Em 2006, estes três cursos são reconhecidos pelo Ministério da Educação, ocasião em que o curso de Meio Ambiente passa a ter a denominação de Gestão Ambiental. Neste mesmo ano o CEFET Uberaba passa a oferecer o curso superior de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e o curso Técnico de nível médio em Análise e Produção de Açúcar e Álcool, destinado aos trabalhadores de Usinas.

Em fevereiro de 2007 o Centro passa a oferecer o curso superior de tecnologia em Alimentos, o curso técnico em Açúcar e Álcool na modalidade subseqüente aberto à sociedade e o curso técnico em Agroindústria na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, dentro do Proeja. Para o segundo semestre de 2007 o Centro passa a oferecer o curso de Zootecnia (Bacharelado).

Em 10 de março de 2008, o CEFET - Uberaba teve seu projeto referente à Chamada Pública MEC/SETEC N. 002/2007, aprovado para a implantação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo, propondo a implantação de novos cursos Técnicos, Superiores (tecnológicos, bacharelados e licenciaturas) e de Pós-Graduação Lato Sensu, inclusive com projeto na modalidade PROEJA.

Atualmente o IFTM Campus Uberaba oferece:

  • Educação profissional técnica de nível médio;
  • Cursos de formação inicial e continuada de trabalhadores;
  • Pesquisas aplicadas;
  • Atividades de extensão vinculadas à educação profissional e tecnológica;
  • Processos educativos geradores de trabalho e renda;
  • Educação Superior:
    • Cursos Superiores de Tecnologia;
    • Cursos de Licenciatura;
    • Cursos de Bacharelado e Engenharia;
    • Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu de Aperfeiçoamento e Especialização;
    • Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu de Mestrado e Doutorado
Fim do conteúdo da página